Banksy – 9/11 Tribute
é dia de notícias n’américa:
após ler nos jornais, reflito
nos 20 anos do novecentos e onze:

é um aniversário ao contrário, o que se comemora.
comemora-se a tragédia dos erros.
dizem ter sido inesperado,
sem o serem…

a américa não aprende mesmo…
depois de saigon, como pôde haver afeganistão?
deram-lhes 20 anos de “democracia” –
os egoístas, os xenófobos –
para depois abandonar aliados à própria sorte.

a américa cospe no prato em que come
(não se deve confiar
em quem cospe no prato que come).

mas a américa não sabe alimentar-se,
bradarão alguns, talvez apenas o resto do mundo:
a américa não sabe cuidar-se –
como se alguém soubesse.

vê-se logo, pois
os jornais sofisticados
publicam receitas carregadas de açúcar
     & gorduras
          & carbohidratos …
os vilões do excesso.

a fórmula é simples:
porções gigantes +
alimentação desregrada +
consumo imoderado de:
(sal ∧∨ açucar ∧∨ comida processada ∧∨ refrigerantes)
= % alucinante de gente doente (obesa ∧∨ diabética ∧∨ cardíaca).

oh! que surpresa! por favor, não nos espante tanto…
estaríamos nós, o “resto do mundo”, nos americanizando?

americanos. demasiadamente americanos – diria o filósofo enlouquecido.

mas se até os não-tão-loucos Rajaneeshes foram extirpados
pela intolerante e ignorante sociedade americana da época –
eliminar o diferente, unir-se na força da idéia única, que não aceita o diverso –
(facebook???)
onde estaria o amor? aquele, universal?
clamado por todas
– TODAS –
as religiões do mundo?

e junte a este caldo os fundamentalistas
os terroristas internos e externos,
os simples assassinos,
os fanáticos defensores do porte de armas,
o lobby da guerra e seus inimigos imaginários,
mais os que rezam pelo regresso messiânico de trump,
e pronto!

está-se de um lado ou de outro, e os “outros”
jamais aceitarão submeter-se…

Manchete:

“Ex-marine armado mata 12 em bar country da Califórnia”

por quê? perguntaria você, não americano
porque tinha síndrome pós-traumática?
porque sofria de perturbações?
porque “não prestavam” (palavras dele)?
porque sim… ?
mas sobretudo, por que não?
tinha o acesso a armas
no país da liberdade,
no país da oportunidade.

o sol se põe no império americano
neste 11 de Setembro de 2021.
não era bem isto que se esperava…