Théodore Valerio ~ Three Studies of an Italian Peasant Woman

se a primeira linha rima
e a segunda, tem-se num canto
a certeza de uma obra-prima.

há porém quem não se anima
e desconfiado fica, conquanto,
se a primeira linha rima

não é fato de pouca estima,
os poetas sabem estar no pranto
a certeza de uma obra-prima.

mesmo que se apele à esgrima
não há o que temer, portanto,
se a primeira linha rima.

e se o verso não rimar de prima,
sendo verso-livre ainda garanto
a certeza de uma obra-prima.

villanette é o jeito d’arrima,
mais fácil que falar esperanto:
se a primeira linha rima,
a certeza de uma obra-prima.


(*)Segundo a Wikipedia, villanelle é uma forma poética de dezenove linhas – cinco tercetos seguidos por uma quadra. A primeira e a terceira linha do primeiro terceto são repetidas alternadamente no final de cada estrofe subsequente até a última estrofe, que inclui ambas as linhas repetidas. A palavra villanelle deriva do italiano villanella, referindo-se a uma canção ou dança rústica, e que vem de villano, que significa camponês ou vilão. Villano deriva do latim medieval villanus, que significa “agricultor”.